Home EUA Governo dos Estados Unidos começa a aplicar novas regras para a prisão e deportação de indocumentados

Governo dos Estados Unidos começa a aplicar novas regras para a prisão e deportação de indocumentados

Esses novos procedimentos devem priorizar a expulsão de criminosos entretanto essa decisão esta sujeita a ações judiciais dos estado americanos, principalmente aqueles que são governados por republicanos

JSNEWS – O governo dos Estados Unidos começou nesta segunda-feira, 29, a aplicar as novas prioridades para realizar prisões e deportações de imigrantes indocumentados. Esses novos procedimentos devem priorizar a expulsão de criminosos entretanto essa decisão esta sujeita a ações judiciais dos estado americanos, principalmente aqueles que são governados por republicanos.

Os novos regulamentos estabelecidos pelo Departamento de Segurança Interna (DHS) também priorizam a detenção e deportação daqueles que recentemente cruzaram a fronteira sem documentos.

(Foto Divulgação: U.S. Immigration and Customs Enforcement – 2018)

No anúncio das novas prioridades em setembro passado, o chefe do DHS, Alejandro Mayorkas, explicou que a partir de agora os agentes do Serviço de Imigração e Fiscalização Aduaneira (ICE) não devem prender e deportar trabalhadores agrícolas, idosos e outras pessoas que poderia ser detido e expulso de acordo com as políticas do governo do agora ex-presidente Donald Trump pelo simples fato de estarem nos Estados Unidos indocumentados.

“A questão principal é se um não cidadão representa uma ameaça à segurança pública”, explicou Mayorkas em um memorando aos agentes do ICE. Ele acrescentou que os agentes do ICE devem evitar a detenção de imigrantes porque foram denunciados por proprietários de imóveis ou empregadores “inescrupulosos“, ou porque participaram de ‘manifestações pacificas’.

No entanto, as novas prioridades estão novamente na mira de três estados republicanos que processaram o governo do presidente Joe Biden para derrubar essas diretrizes. O estado de Ohio foi o último a se juntar ao esforço de Montana e Arizona em um processo argumentando que as “diretrizes de fiscalização da imigração civil do DHS são irracionais e provavelmente exacerbarão a crise de fronteira”.

Citando o aumento nas apreensões de fentanil ao longo da fronteira sul, o processo também argumenta que a nova política “vai incentivar ainda mais a atividade ilegal que já está aumentando ao longo da fronteira, levando o crime e as drogas às comunidades”, afirma os estados autores da ação.

Esta não é a primeira vez que as prioridades de prisão do ICE sob a administração Biden foram desafiadas. A ordem de um juiz a favor de um processo no Texas forçou o governo democrata a reverter uma medida que suspendia as deportações por 100 dias.

No início de 2020, o ICE tinha uma média diária de 40.000 pessoas detidas e atualmente tem pouco mais de 23.265 sob sua custódia em diferentes centros de detenção em todo o país.

Deixe um comentário

Leia também

Olivia Newton-John morre aos 73 anos

Da Redação – Olivia Newton-John morreu aos 73 anos, nesta segunda-feira (8). A morte…