Home Biden Governo Biden suspende regras que limitam a prisão e a deportação de indocumentados
Biden - EUA - Imigração - Mundo - Novo Normal - Política - 06/28/2022

Governo Biden suspende regras que limitam a prisão e a deportação de indocumentados

O caso gira em torno de um memorando que o secretário de Segurança Interna, Alejandro Mayorkas, emitiu em setembro passado, orientando as agências de imigração a concentrar seus esforços de aplicação naqueles que representavam uma ameaça à segurança nacional ou à segurança pública ou que entraram recentemente de forma ilegal nos EUA.

JSNEWS – O governo Biden, reagindo a uma decisão do tribunal federal no Texas, suspendeu uma ordem que restringia a prisão e a deportação de que eram considerados “uma ameaça à segurança pública e à segurança nacional” ou aqueles que cruzaram a fronteira de forma ilegal recentemente.

O Departamento de Segurança Interna (DHS) disse em um comunicado que cumprirá a decisão do tribunal, embora “discorde fortemente”.

Ativistas e defensores dos imigrantes indocumentados disseram nessa segunda-feira,27, que a suspensão, mesmo que temporária, da ordem de Biden só contribuirá para o aumento do medo e da desconfiança das autoridades locais entre os imigrantes.

“Muitos que vivem ilegalmente nos Estados Unidos, agora terão medo de deixar suas casas por preocupação de que serão detidos, mesmo que sejam cumpridores pela lei”, disse Steve Yale-Loehr, professor de direito de imigração na Universidade de Cornell. “Priorizar quem prender e deportar é uma necessidade”, disse ele. “Simplesmente não temos agentes suficientes do ICE para pegar e colocar em processo todos aqueles que violam nossa lei de imigração”.

O caso gira em torno de um memorando que o secretário de Segurança Interna, Alejandro Mayorkas, emitiu em setembro passado, orientando as agências de imigração a concentrar seus esforços de aplicação naqueles que representavam uma ameaça à segurança nacional ou à segurança pública ou que entraram recentemente de forma ilegal nos EUA.

Sarang Sekhavat, diretor político da Coalizão de Defesa dos Imigrantes e Refugiados de Massachusetts, o maior grupo desse tipo na Nova Inglaterra, disse que o resultado provavelmente repousa na abordagem tomada pelos escritórios locais de campo da ICE.

Alguns escritórios da ICE podem optar por ir atrás de uma gama mais ampla de imigrantes, enquanto outros continuarão a se concentrar em ir atrás daqueles que representam as maiores ameaças, disse ele. “Isso tira qualquer tipo de orientação centralizada”, disse Sekhavat.

Em todo o país, as autoridades da ICE prenderam mais de 74.000 imigrantes e removeram mais de 59.000 no ano fiscal que terminou em setembro, de acordo com o relatório anual mais recente da agência. Isso é menos do que as quase 104.000 prisões e 186.000 deportações no ano fiscal anterior, de acordo com dados da ICE.

Porta-vozes da ICE em Washington e no escritório de campo de Boston, que cobre a região de seis estados da Nova Inglaterra, recusaram-se a fazer comentarios assim como funcionários do escritório de campo da ICE em Los Angeles.

Mas em uma entrevista em junho à Associated Press realizada antes da decisão judicial do Texas, Thomas Giles, chefe do escritório da ICE em Los Angeles, disse que nove em cada 10 prisões por imigração envolvem localmente pessoas condenadas por crimes. Ele disse que as prioridades do governo Biden não trouxeram uma grande mudança para a região porque os oficiais já estavam focados em pessoas com condenações criminais ou deportações anteriores.

Deixe um comentário

Leia também

EUA fornecerão doses adicionais de vacina contra Variola dos Macacos em eventos de orgulho LGBTQIA+

JSNEWS — As vacinas contra a varíola dos macacos estarão disponíveis na Parada do Orgulho …