COM R7 – O ex-goleiro Bruno, condenado pela morte da modelo Eliza Samúdio, poderá pedir a progressão para o regime semiaberto a partir do próximo dia 13 de outubro. Ele foi preso em 2010 e depois condenado a mais de 20 anos de prisão pelo homicídio triplamente qualificado.

A partir do dia 13, a defesa de Bruno poderá solicitar à Justiça a progressão da pena para o semiaberto, quando o apenado pode deixar a prisão durante o dia para trabalhar.

Em 2017, o goleiro chegou a ser solto por uma liminar e voltou a jogar futebol, atuando pelo Boa Esporte (MG), mas depois teve a medida revogada e o habeas corpus negado.

Em junho de 2018, ele foi transferido para a Apac (Associação de Proteção e Assistência ao Condenado) de Varginha, após decisão da 1ª Vara Criminal e de Execuções Penais. Desde então, cumpre pena e trabalha na unidade.

Luiz Henrique Romão, o Macarrão, poderá passar do semiaberto para o regime aberto. Ele estava preso desde 2010, quando as primeiras denúncias sobre o assassinato chegaram à imprensa. Em novembro de 2012, foi condenado a 15 anos de prisão. Em 2 de março desse ano, passou ao semiaberto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Campinas decreta luto de três dias e prepara velório das vítimas

FOLHAPRESS – O clima em Campinas, a 98 quilômetros de São Paulo, é de consternação e…