REUTERS – A tempestade tropical Michael se tornou um furacão nesta segunda-feira e deve ganhar força rapidamente antes de atingir a Língua de Terra da Flórida na quarta-feira com ventos de ao menos 160 quilômetros por hora, disse o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC).

Fortes chuvas no fim de semana causaram 13 mortes na América Central depois que Michael se formou na costa norte de Honduras.

Atualmente o Michael é um furacão categoria 1, mas pode chegar ao continente na categoria 3 das cinco da escala Saffir-Simpson e provocar entre 10 e 30 centímetros de chuva, além de enchentes relâmpago com risco de morte, segundo os meteorologistas.

O governador da Flórida, Rick Scott, declarou estado de emergência em mais de 20 condados ao longo da Língua de Terra e de Big Bend, também na Flórida. Scott alertou os moradores da Costa do Golfo dos EUA a se prepararem para possíveis ordens de retirada e colocou mais de 5 mil soldados da Guarda Nacional em alerta.

“As famílias deveriam aproveitar HOJE a oportunidade de armazenar três dias de alimento e água, além de todos os medicamentos necessários”, tuitou o governador nesta segunda-feira. “TODA FAMÍLIA deve estar preparada. Podemos reconstruir sua casa, mas não podemos reconstruir sua vida”.

O Michael atingiu parte do México e de Cuba com ventos fortes e chuvas torrenciais entre o domingo e a manhã desta segunda-feira. A tempestade estava cerca de 220 quilômetros a leste-noroeste de Cozumel, no México, com ventos contínuos máximos de 120 quilômetros por hora, disseram os meteorologistas.

O prefeito de Tallahassee, Andrew Gillum, que é o candidato democrata ao governo estadual nas eleições de 6 de novembro, disse no domingo que estava cancelando eventos de campanha e voltando à cidade, que é também a capital, para se concentrar nos preparativos para a tempestade.

A Universidade Estadual da Flórida disse que seus campi em Tallahassee e Panama City ficarão fechados de terça a sexta-feira.

Jeff Hanson, proprietário do Paisley Cafe de Tallahassee, disse que está esperando até a manhã de quarta-feira para decidir se fechará o restaurante.

“Existe a possibilidade de ficarmos abertos se ainda tivermos energia”, disse Hanson em uma entrevista por telefone. “Depende do que a cidade diz em termos da circulação das pessoas. Esta é nossa maior preocupação, se nossos funcionários estão seguros”.

De acordo com a previsão, depois de se abater sobre a Flórida a tempestade deve seguir para o nordeste na quarta e quinta-feiras ao longo do litoral do Atlântico e atingir as Carolinas, que ainda se recuperam da passagem do furacão Florence no mês passado.

A BP e a Exxon Mobil começaram a retirar funcionários de suas plataformas de produção de petróleo e gás no Golfo do México nesta segunda-feira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Não deu pra quem quis: maconha acaba em lojas do Canadá poucas horas após legalização

FOLHAPRESS – A CBC News relata que uma loja na província de Terra Nova e Labrador, p…