Home Biden Estados republicanos pedem bloqueio da decisão de Biden de acabar com o ‘Título 42’, que permite a remoção de imigrantes que chegam à fronteira
Biden - Imigração - Mundo - 04/04/2022

Estados republicanos pedem bloqueio da decisão de Biden de acabar com o ‘Título 42’, que permite a remoção de imigrantes que chegam à fronteira

JSNEWS – As administrações republicanas do Arizona, Louisiana e Missouri pediram ao Tribunal Distrital da Louisiana que bloqueasse a decisão do governo do presidente Joe Biden de acabar com a política do Título 42, que permite a remoção rápida dos imigrantes que chegam à fronteira.

A ação tem uma lista de 150 razões pelas quais a Corte deve bloquear a decisão do presidente Biden o pedido também ressalta que a decisão do governo federal “viola processos administrativos”, além de considerar que tal cancelamento é “caprichoso e ilegal”.

Os autores também alegam que o programa iniciado pelo ex-presidente Donald Trump devido à pandemia COVID-19 é a “única” proteção, ainda esta vigente, capaz de deter o fluxo de imigrantes ilegais na fronteira sul.

“Este processo desafia uma calamidade iminente… a remoção abrupta da única válvula de segurança que impede que as políticas fronteiriças desastrosas deste Governo se transformem em caos e catástrofes absolutas”, dizem os promotores do Estado republicano. “Especificamente, esta ação desafia a revogação do Título 42 das medidas de execução de fronteiras do Governo Biden que, na ausência de ação judicial, deixara de vigorar em vigor em 23 de maio de 2022.”

(Foto: Frame vídeo Redes Sociais)

A queixa republicana cita até os senadores democratas do Arizona Mark Kelly e Kirsten Sinema dizendo que o governo Biden terminará o programa “despreparado“, ou seja, sem um dispositivo legal capaz de “controlar o caos iminente na fronteira”.

Também são mencionados o senador Joe Manchin (Virgínia Ocidental), que teria descrito a decisão da administração Biden como uma “decisão assustadora”, assim como a senadora democrata Maggie Hassan (New Hampshire), que disse que o atual governo “não está pronto” para acabar com essa política.

“E essas são apenas as opiniões dos senadores do próprio partido do presidente Biden”, diz a petição judicial.

Os estado republicanos acrescentam que tais posiçõesparecem” ser compartilhadas por alguns altos funcionários da Administração Biden e cita a diretora de comunicações da Casa Branca, Kate Bedingfield, que admitiu em uma coletiva de imprensa a preocupação com “um maior fluxo” de imigrantes na fronteira.
A petição é assinada pelo procurador-geral do Arizona, Mark Brnovich; do Missouri, Eric Schmitt, e da Procuradora Geral da Louisiana Elizabeth Murrill.

O título 42 foi imposto em março de 2020 e, somente no ano fiscal de 2021, permitiu a expulsão de quase 1,5 milhão de imigrantes rapidamente, o que provocou críticas dos defensores em matéria de imigração, considerando que a oportunidade para estrangeiros solicitarem asilo é descartada.

Deixe um comentário

Leia também

Bolsonaro diz a TV americana que EUA podem virar país isolado se esquerda vencer no Brasil

ESTADÃO – O presidente Jair Bolsonaro afirmou em entrevista à emissora de televisão …