Home Internacional Elon Musk passa Bill Gates e se torna o segundo mais rico do mundo
Internacional - Mundo - Tecnologia - 11/24/2020

Elon Musk passa Bill Gates e se torna o segundo mais rico do mundo

Fundador da Tesla subiu duas posições no ranking da Bloomberg em apenas três meses.

Da Redação – A fortuna do empresário Elon Musk cresceu mais US$ 7,2 bilhões na segunda-feira (23), e ultrapassou a do fundador da Microsoft, Bill Gates. Com um ‘valor total’ de US$ 128 bilhões, o fundador da Tesla é agora a segunda pessoa mais rica do mundo, segundo o ranking de bilionários da Bloomberg.

À frente de Musk, agora, está apenas Jeff Bezos, fundador da Amazon.

A fortuna do fundador da Tesla cresceu rapidamente nos últimos meses. Apenas em agosto, ele assumiu o quarto lugar do ranking. Na ocasião, ele tinha uma fortuna estimada em US$ 84,8 bilhões. Na semana passada, já havia subido para US$ 110 bilhões, levando Musk para o terceiro lugar no ranking.

A disparada vem na esteira da alta das ações de sua empresa, que já tem um valor de mercado de quase US$ 500 bilhões. Cerca de 75% da fortuna de Musk é composta por ações da fabricante de automóveis, segundo a Bloomberg. A maior parte do restante são ações da SpaceX, sua empresa de exploração espacial.

Em 21 de janeiro, as ações da Tesla passarão a fazer parte do S&P 500, um dos principais índices acionários do mundo.

É apenas a segunda vez, segundo a Bloomberg, que Bill Gates fica abaixo da segunda posição no ranking, que já tem oito anos. Ele perdeu a primeira posição para Bezos em 2017.

Veja a lista dos 10 mais ricos

  1. Jeff Bezos: US$ 182 bilhões – Amazon (Tecnologia/Varejo)
  2. Elon Musk: US$ 128 bilhões – Tesla (Automotivo)
  3. Bill Gates: US$ 128 bilhões – Microsoft (Tecnologia)
  4. Bernard Arnault: US$ 105 bilhões – LVMH (Consumo)
  5. Mark Zuckerberg: US$ 102 bilhões – Facebook (Tecnologia)
  6. Warren Buffett: US$ 86,8 bilhões – Berkshire Hathaway (Vários setores)
  7. Larry Page: US$ 81,3 bilhões – Google (Tecnologia)
  8. Sergey Brin: US$ 78,7 bilhões – Google (Tecnologia)
  9. Steve Ballmer: US$ 76,1 bilhões – Microsoft (Tecnologia)
  10. Mukesh Ambani: US$ 74 bilhões – Reliance Industries (Energia)

Tesla e as 40 horas por semana

Elon Musk, disse em novembro de 2018 que é preciso trabalhar entre 80 e 100 horas por semana para “mudar o mundo” (o seu mundo ou realidade de cada um). As informações são do Business Insider.

Musk havia feito um post no Twitter falando sobre o trabalho nas suas companhias. “Existem lugares muito mais fáceis para trabalhar, mas ninguém nunca mudou o mundo em 40 horas por semana”, afirmou o bilionário ao comentar uma reportagem do Wall Street Journal sobre a Tesla ser uma das empresas mais buscas por profissionais no mercado.

Ao ser questionado por um usuário o quanto seria necessário trabalhar para “mudar o mundo”, Musk então defendeu os números mencionados no primeiro parágrafo. “Varia por pessoa, mas cerca de 80 de forma contínua, superando a marca de 100 algumas vezes. O nível de dor aumenta exponencialmente acima de 80.”
Depois disso, o executivo publicou um outro tuíte sobre o assunto afirmando o seguinte: “Mas se você ama o que faz, não parecerá trabalho (na maior parte)”.

Em uma entrevista recente ao Recode, o bilionário afirmou que chegou a trabalhar 120 horas por semana na Tesla neste ano (em 2018) para acelerar a produção do automóvel Model 3.

Deixe um comentário

Leia também

‘Caçadores de vacina’ em Los Angeles esperam horas por sobras de imunizantes

AFP – Com sacos de dormir, moletons e cadeiras dobráveis, jovens “caçadores de…