Home Bizarro Deputada americana confunde a Gestapo, serviço secreto nazista, com gaspacho, um tipo de sopa de tomate
Bizarro - EUA - Internacional - Mundo - Política - 02/10/2022

Deputada americana confunde a Gestapo, serviço secreto nazista, com gaspacho, um tipo de sopa de tomate

Marjorie Taylor Greene trocou as palavras durante uma entrevista a um canal de TV a cabo.

AFP – A deputada norte-americana Marjorie Taylor Greene (Rep.), uma defensora do ex-presidente Donald Trump, foi motivo de chacota nas redes sociais na quarta-feira (9) por confundir a Gestapo, a polícia secreta da Alemanha na época nazista, com ‘gaspacho’, uma tipo de sopa fria de tomate típica da culinária espanhola.

Marjorie Greene a esquerda, gaspacho, um tipo de sopa de tomate ao centro e a Gestapo, a polícia secreta da Alemanha na época nazista.

Taylor Greene fez essa confusão ao atacar a presidente da Câmara dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, em um programa do One America News, um canal de TV a cabo.

A deputada falava sobre a prisão de Washington D.C. que abriga alguns dos manifestantes que atacaram o Capitólio em 6 de janeiro de 2021. Segundo ela, trata-se de um “gulag“, os centros de detenção da União Soviética. Foi então que ela comparou Pelosi com a Gestapo, a polícia secreta nazista, mas falou ‘gaspacho’.

“Não só temos a prisão de D.C., que é o gulag de D.C., mas agora temos a polícia de gaspacho de Nancy Pelosi espionando membros do Congresso, espionando o trabalho legislativo que fazemos, espionando nossa equipe e espionando cidadãos americanos que querem vir conversar com seus representantes”, disse a deputada.

Piadas nos EUA
A confusão foi motivo de piadas para internautas e personalidades, incluindo o famoso chef hispano-americano José Andrés, dono de vários restaurantes em Washington e vencedor do Prêmio Princesa das Astúrias de Concórdia por seu serviço a causas humanitárias.

“Cara deputada Marjorie Taylor Greene, a polícia do gaspacho foi criada por mim em 1993 para que ninguém colocasse tabasco ou pimenta ou coisas estranhas na minha amada sopa!”, brincou o cozinheiro no Twitter.

Taylor Greene, suspensa pelo Twitter por uma mensagem enganosa sobre vacinas anticovid, foi removida de dois comitês do Congresso por seu apoio às teorias da conspiração QAnon. Também gerou controvérsia ao igualar os mandatos de máscara com a imposição nazista de estrelas amarelas aos judeus.

Desta vez, ela entrou na brincadeira: “Não há sopa para quem espionar ilegalmente membros do Congresso, mas eles serão jogados no goulash”, uma alusão à sopa húngara muito comum na Europa Central.

Deixe um comentário

Leia também

Olivia Newton-John morre aos 73 anos

Da Redação – Olivia Newton-John morreu aos 73 anos, nesta segunda-feira (8). A morte…