Home EUA Dentista do Wisconsin que quebrava os dentes dos pacientes para cobrar mais caro é condenado por fraude
EUA - Local - Mundo - Policial - Saúde - 03/18/2022

Dentista do Wisconsin que quebrava os dentes dos pacientes para cobrar mais caro é condenado por fraude

De 2016 a 2019, Charmoli cobrou seguradoras e pacientes mais de US$ 4,2 milhões para procedimentos de coroa, segundo promotores federais.

JSNEWS – Um dentista de Wisconsin foi condenado em 11 de março por fraude no sistema de saúde por danificar propositalmente os dentes de seus pacientes para poder cobrar das companhias de seguros por procedimentos mais caros.

O dentista Scott Charmoli, 61, também foi condenado por fazer declarações falsas relacionadas a questões de saúde entre 2015 a 2019, de acordo com a Procuradoria dos EUA para o Distrito Leste de Wisconsin.

O esquema foi descoberto depois que Charmoli vendeu sua clínica em 2019, e os novos proprietários perceberam depois de revisar os arquivos que os números da coroa estavam fora de sintonia.

Sua sentença está marcada para 17 de junho e ele pode pegar até 20 anos de prisão. Charmoli também enfrenta processos de negligência médica no condado de Washington, movidos por quase 100 ex-pacientes cujos casos foram suspensos até o resultado do caso federal, informou a agência de notícias AP.

Sua licença para praticar odontologia em Wisconsin foi suspensa desde fevereiro de 2021 pelo Conselho de Exames de Odontologia do estado.

Esquema

Charmoli mostrava ao paciente um raio-X de um dente saudável, mas apontava para uma linha ou um ponto que ele dizia indicar uma fratura ou cárie e depois dizia que era necessária uma coroa, de acordo com a promotoria. “Os pacientes que acreditavam em Charmoli e aceitavam suas falsas declarações e concordavam com o procedimento da coroa”, disse a promotoria.

Depois de quebrar o dente sadio ele fazia uma radiografias que acompanhava o pedido que era apresentada a companhia de seguro.

Os procedimentos da coroa geralmente não eram totalmente cobertos pelo seguro, de modo que o dentista não recebia o reembolso total e seus pacientes tiveram que fazer pagamentos consideráveis, de acordo com o Journal Sentinel.

Fraude milionária

O suposto esquema do dentista parece ter começado em 2015, quando o número de coroas que ele instalou aumentou abruptamente. Em 2015, Charmoli instalou 1.036 coroas, bem acima das 434 coroas que fez em 2014 e sua renda aumentou em mais de US$ 1 milhão, passando de US$ 1,4 milhão em 2014 para US$ 2,5 milhões em 2015. de acordo com documentos judiciais.

De 2016 a 2019, Charmoli cobrou seguradoras e pacientes mais de US$ 4,2 milhões para procedimentos de coroa, segundo promotores federais.

Um executivo de uma companhia de seguros odontológicos que testemunhou durante o julgamento de quatro dias de Charmoli e disse que os dentistas de Wisconsin instalam, em média, menos de seis coroas para 100 pacientes. No entanto, documentos judiciais mostram que, em 2019, Charmoli instalou 881 coroas para seus 1.131 pacientes,  cerca de 78 coroas por 100 pacientes.

Com informações Dalymail

Deixe um comentário

Leia também

O condenado à morte nos EUA que ganhou na Justiça direito de ser fuzilado

BBC BRASIL – A Suprema Corte dos Estados Unidos decidiu na quinta-feira (23/6) que u…