Home Brasil Conselheiro da presidência ucraniana responde comentário de Lula à ‘Time’: ‘clássica guerra de ocupação e destruição’
Brasil - Mundo - Novo Normal - 2 semanas atrás

Conselheiro da presidência ucraniana responde comentário de Lula à ‘Time’: ‘clássica guerra de ocupação e destruição’

À revista 'Time', Lula disse que presidente ucraniano é tão responsável pela guerra quanto o russo Vladimir Putin. Para representação ucraniana no Brasil, ex-presidente está 'mal informado'.

O conselheiro presidencial ucraniano Mykhailo Podolyak postou nesta quinta-feira (5) em sua conta no Twitter uma resposta aos comentários de Luiz Inácio Lula da Silva publicados pela revista norte-americana “Time”, em que o ex-presidente brasileiro critica o líder da Ucrânia Volodymyr Zelensky.

Na entrevista à “Time“, Lula afirma que Zelensky “quis a guerra” com a Rússia e poderia ter agido de maneira diferente, a fim de evitar o conflito. “Esse cara é tão responsável quanto o Putin. Ele é tão responsável quanto o Putin. Porque numa guerra não tem apenas um culpado”, declarou Lula.

O ex-presidente Lula da Silva fala sobre a culpa da Ucrânia ou do Ocidente na guerra. São tentativas da Rússia de distorcer a verdade. É simples: a Rússia traiçoeiramente atacou a Ucrânia, a guerra é apenas no território da Ucrânia, a Rússia mata civis maciçamente. Guerra clássica de destruição e ocupação”, comentou Podolyak.
Essa não foi a primeira reação da Ucrânia à fala de Lula. A Embaixada ucraniana no Brasil informou na noite desta quarta-feira (4) que deseja marcar uma reunião com Lula para falar sobre a entrevista.

Segundo a embaixada, o ex-presidente, pré-candidato do PT à Presidência da República, está “mal informado sobre os motivos da guerra da Rússia contra a Ucrânia”.
A Embaixada planeja solicitar formalmente uma audiência do estimado ex-Presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva com o Encarregado de Negócios da Ucrânia no Brasil Senhor Anatoliy Tkach para esclarecer a posição da Ucrânia”, diz nota da representação ucraniana.

A Ucrânia está sob ataque russo desde 24 de fevereiro. O Escritório de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas informou na última segunda-feira (2) que o país soma 3.153 mortos desde o início do conflito.

“Ele [Zelensky] quis a guerra. Se ele [não] quisesse a guerra, ele teria negociado um pouco mais. É assim. Eu fiz uma crítica ao Putin quando estava na Cidade do México, dizendo que foi errado invadir. Mas eu acho que ninguém está procurando contribuir para ter paz. As pessoas estão estimulando o ódio contra o Putin. Isso não vai resolver. É preciso estimular um acordo”, afirmou Lula à revista “Time“.

Deixe um comentário

Leia também

Elon Musk desafia acusadora abuso sexual para descrever como são suas partes íntimas

JSNEWS – Elon Musk disse que a mulher que o acusou de má conduta sexual de ser uma &…