Home Local Brasileiro mata mulher a facadas em Stoughton
Local - Mundo - Policial - 05/10/2019

Brasileiro mata mulher a facadas em Stoughton

Entre tantas más notícias policiais envolvendo brasileiros nas últimas semanas, mais um caso grave aconteceu na noite da sexta-feira, 3, com o assassinato da portuguesa Telma Bras, 43 anos, morta a facadas por seu marido, o brasileiro Ilton Rodrigues, 48 anos no apartamento onde o casal morava em Stoughton, Massachusetts, com o casal de fi lhos

Jehozadak Pereira

Ilton Rodrigues, que trabalha em uma companhia de landscape com seu irmão foi preso imediatamente e está sob custódia judicial. Telma era housecleaner e o casal morava nos Estados Unidos há três anos. Ilton Rodrigues está detido detido sem direito a fiança e foi indiciado na segunda-feira, no quarto onde está internado no Boston Medical Center recuperando-se de ferimentos que provocou na tentativa de tirar a própria vida, depois de esfaquear sua esposa.

O blog MundoYes.com ouviu uma brasileira que trabalha com violência doméstica e ela foi enfática ao afirmar que os casos de abuso são diários. “Todos os dias atendo mulheres e homens que são vítimas de violência física, verbal, emocional, financeira e psicológica.

É tanta gente que não dá para mensurar. É comum e principalmente com as mulheres que se sujeitam e sofrem violência doméstica por causa dos filhos e das ameaças a que são submetidas, os seus namorados, companheiros e maridos dizem que se forem denunciados e deportados vão matar os parentes dela quando chegar no Brasil.

Já quando o homem é a vítima, invariavelmente é por causa de documento ou ciúmes, e se sujeitam a situações constrangedoras”, disse. Num passado recente, a comunidade brasileira registrou casos de mortes de mulheres brasileiras em Massachusetts, com os assassinatos de Caíque e sua mãe Carla Souza em maio de 2006; Silvia Rosa em março de 2009; Sheila Carla Santos em outubro de 2009; Edinalva Ferreira da Silva em setembro de 2011; Patrícia Fróis em setembro de 2011 e o último caso registrado foi o de Elizete Benevides em janeiro de 2015. Todas foram mortas a facadas por maridos, namorados e ex-companheiros que estavam inconformados com alguma coisa, inclusive separações.

Deixe um comentário

Leia também

Porta de carro-forte se abre e gera chuva de dólares em rodovia em Atlanta

Uma “chuva de dinheiro” causou problemas de trânsito, na quarta-feira, 10, em …