EBC – Paralelo à 73ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), o Brasil vai patrocinar o Road to Marrakech (Caminho para Marraqueche), evento preparatório para uma cúpula da ONU na cidade marroquina, nos dias 10 e 11 de dezembro, que vai tratar da situação global de migrantes e refugiados.

Ao lado dos representantes do México, Canadá, Alemanha, Marrocos, Filipinas e Turquia, o chanceler brasileiro Aloysio Nunes Ferreira vai discutir, no próximo dia 26, no evento paralelo, os desafios da imigração em massa no mundo que serão abordados na cúpula intergovernamental.

“A questão da Venezuela também será tratada. Vai ser uma oportunidade de ver como globalmente os países podem contribuir para esse debate”, disse o subsecretário-geral de Assuntos Políticos Multilaterais, Europa e América do Norte, Nelson Antonio Tabajara de Oliveira.

Segundo o embaixador, outro destaque da participação brasileira na Assembleia Geral da ONU deste ano será a reunião dos chanceleres do Brics, que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, e do Ibas, grupo formado por Índia, Brasil e África do Sul, pois o Brasil vai assumir no ano que vem a presidência pró-tempore desses dois agrupamentos.

Em outro evento paralelo, os países do G-4 (Brasil, Alemanha, Índia e Japão) voltam a se reunir para discutir a reforma do Conselho de Segurança da ONU. O Brasil pleiteia um assento permanente no Conselho. “Queremos retomar uma dinâmica maior e fazer propostas mais concretas no G-4”, disse o subsecretário-geral. “A reforma do Conselho pode dinamizar a própria ONU”.

Agenda de Temer
O presidente Michel Temer embarca no domingo (23) para Nova York. Na segunda-feira (24), participa de almoço oferecido pela Câmara de Comércio dos Estados Unidos. Na terça-feira (25), Temer faz o discurso de abertura da 73ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas. Por tradição desde 1947, o Brasil faz o discurso de abertura da sessão. O presidente também se encontrará com o secretário-geral da ONU, António Guterres.

“A mensagem do Brasil é valorizar o multilateralismo e a ONU como o principal organismo universal”, adiantou o embaixador.

Temer ainda vai participar de encontro bilateral com o novo presidente da Colômbia, Iván Duque, e de uma reunião com os líderes do Mercosul.

Ele deverá voltar para o Brasil ainda na terça-feira (25).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Campinas decreta luto de três dias e prepara velório das vítimas

FOLHAPRESS – O clima em Campinas, a 98 quilômetros de São Paulo, é de consternação e…