Home Biden Biden recebe relatório de inteligência inconclusivo sobre origem do coronavírus
Biden - China - Massacre - Mundo - Saúde - 4 semanas atrás

Biden recebe relatório de inteligência inconclusivo sobre origem do coronavírus

Documento não conclui se o vírus que já matou mais de 4,4 milhões de pessoas em todo o mundo passou de um animal para um ser humano ou se escapou de um laboratório na China

AFP – O relatório de inteligência sobre a origem do novo coronavírus (o SARS-CoV-2), solicitado pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, aos serviços de inteligência do país, é inconclusivo.

A inteligência americana não conseguiu confirmar se o vírus que já matou mais de 4,4 milhões de pessoas em todo o mundo passou de um animal para um ser humano ou se escapou de um laboratório na China.

Biden havia pedido o documento no fim de maio e deu um prazo de 90 dias. A revelação sobre a conclusão do relatório foi feita pelo jornal “The Washington Post” na terça-feira (24).

Na ocasião, o presidente americano pediu aos investigadores que fizessem questionamentos ao governo chinês, que criticou o pedido e disse que o governo americano estava agindo politicamente.

Parte do motivo para os serviços de inteligência não chegarem a uma conclusão é que a China não forneceu informações suficientes, segundo o “The Wall Street Journal“.

Fontes citadas pelo “Washington Post” dizem que os serviços de inteligência tentarão desclassificar partes do relatório, para que sejam divulgadas.

Estudos sobre a origem
A OMS (Organização Mundial da Saúde) enviou uma missão de especialistas à China no começo do ano para tentar descobrir a origem do SARS-CoV-2, mas o relatório também não chegou a uma conclusão definitiva.

Os especialistas da OMS consideraram extremamente improvável a teoria de vazamento em laboratório, mas eles ficaram apenas três horas no Instituto de Virologia de Wuhan e toda a visita foi altamente controlada pelo governo chinês.

Foram 4 as principais conclusões do estudo:

  1. É “possível ou provável” que a origem do novo coronavírus tenha sido contágio direto de animal para humano;
  2. É “provável ou muito provável” que tenha existido um animal intermediário entre um animal infectado e uma pessoa;
  3. É “possível” que o vírus tenha atingido os humanos por meio de produtos alimentícios (hipótese defendida pela China);
  4. É “extremamente improvável” que o vírus tenha atingido os humanos devido a um incidente em laboratório.

A hipótese de um acidente no laboratório de Wuhan é rejeitada pela maioria dos especialistas, mas voltou ao debate nos EUA nos últimos meses, e os apelos por uma investigação mais profunda se multiplicaram na comunidade científica.

O governo chinês combate ferozmente a tese do vazamento, acusa o governo americano de espalhar teorias de conspiração e, recentemente, negou um novo pedido da OMS de fazer mais estudo sobre a origem do coronavírus.

Deixe um comentário

Leia também

Pilotos do voo de deportação e três agentes do ICE são feridos são atacados por haitianos

JSNEWS – Pilotos de um voo de deportação foram agredidos pelos passageiros após o po…