Home EUA Ativista pró-aborto cercam residência de juízes da Suprema Corte dos Estado Unidos
EUA - Local - Mundo - Novo Normal - Política - 2 semanas atrás

Ativista pró-aborto cercam residência de juízes da Suprema Corte dos Estado Unidos

Os protestos devem continuar durante toda a semana em frente à Suprema Corte dos Estados Unidos e também em frente à residência do juiz Samuel Alito em Washington, coma  intenção de amedrontá-losuma vez que esses juízes terem opiniões "consideradas conservadoras".

JSNEWS – Dois juízes da Suprema Corte dos Estados Unidos se tornaram alvo de protestos de do Partido Democrata na noite do sábado 7, quando aproximadamente 100 pessoas se reuniram em frente à residência de Brett Kavanaugh e à de  John Roberts segurando cartazes onde se podia ler a frase “Meu corpo, minha escolha”.

Um documento vazado mostrou que a maioria dos juízes da Suprema Corte vai conceder autonomia aos Estados para decidir decidir sobre o aborto, atualmente, o aborto é um direito mantido por decisão da Suprema Corte desde 1973 no âmbito estadual a jurisprudência nacional definida no caso Roe vs Wade. Caso o tribunal reverta esse entendimento, os estados poderão criar próprias para regular a pratica.

Os atos começaram na residência de Kavanaugh e terminaram a poucos metros, na casa de Roberts. A polícia esteve no local. “O tempo para a civilidade acabou”, disse a organizadora dos protestos Lacie Wooten-Holway à agência de notícias Bloomberg. “Ser educado não te leva a lugar nenhum.

Os organizadores pediram que a multidão continuasse se movimentando para evitar prisões e permitir o fluxo de tráfego na área residencial.
Na segunda parada, a casa do juiz Roberts, onde os manifestantes gritavamo mundo está assistindo”, e onde policiais já estavam de prontidão.

Há meses que a ativista Lacie Wooten-Holway tem mantido vigílias em frente à casa do juiz Kavanagh, mas desde o vazamento, ela diz que a multidão ficou maior. “Se você tirar nossas escolhas, vamos nos rebelar”, diz Wooten-Holway, que disse ter feito um aborto e que é uma sobrevivente de agressão sexual.

Alguns vizinhos chamaram a manifestação de desrespeitosa e perturbadora.

Os protestos também provocaram uma resposta do governo Biden, com a ex-secretária de Imprensa Jen Psaki tuitando:

Os protestos devem continuar durante toda a semana em frente à Suprema Corte dos Estados Unidos e também em frente à residência do juiz Samuel Alito em Washington, coma  intenção de amedrontá-losuma vez que esses juízes terem opiniões “consideradas conservadoras”.

Deixe um comentário

Leia também

Elon Musk desafia acusadora abuso sexual para descrever como são suas partes íntimas

JSNEWS – Elon Musk disse que a mulher que o acusou de má conduta sexual de ser uma &…