Home Massacre Ataque com faca deixa ao menos dois feridos em Paris
Massacre - Mundo - Religião - 09/25/2020

Ataque com faca deixa ao menos dois feridos em Paris

A rádio Europa 1 mencionou autoridades policiais ao alegar que o suspeito tinha 18 anos e era conhecido dos serviços de segurança

REUTERS – Ao menos duas pessoas foram esfaqueadas nesta sexta-feira próximo à antiga sede da revista satírica Charlie Hebdo, em Paris, num incidente sob investigação pela polícia antiterrorismo. A polícia de Paris afirmou que uma pessoa foi presa. A rádio France Info informou que um segundo suspeito também está sob custódia.

O primeiro-ministro francês, Jean Castex, havia afirmado anteriormente que quatro pessoas foram esfaqueadas, mas uma fonte policial disse mais tarde à Reuters que o ataque deixou dois feridos, um deles gravemente.

Eu estava no meu escritório. Ouvi gritos na rua. Olhei pela janela e vi uma mulher que estava deitada no chão e havia levado uma pancada no rosto do que possivelmente era um facão”, disse uma testemunha à rádio Europa 1. “Eu vi um segundo vizinho no chão e fui ajudar.”

A polícia de Paris informou que uma pessoa foi presa perto da Ópera da Bastilha. A rádio Europa 1 mencionou autoridades policiais ao alegar que o suspeito tinha 18 anos e era conhecido dos serviços de segurança.

Uma fonte policial disse que um facão foi encontrado no local. Outras fontes da afirmaram que um cutelo foi encontrado na região.

A promotoria nacional antiterrorismo afirmou que está investigando o caso.

JULGAMENTO EM ANDAMENTO
Em 2 de setembro, 14 pessoas foram a julgamento em Paris, acusadas de serem cúmplices do ataque às instalações da Charlie Hebdo em janeiro de 2015, que matou 12 pessoas.

O tribunal ouviu que o grupo havia tentado vingar o profeta Maomé, quase uma década depois de a revista publicar desenhos que satirizavam o líder religioso islâmico. A polícia retirou o diretor de Recursos Humanos da Charlie Hebdo de sua casa nesta semana após ameaças de morte.

Imagens de TV mostraram, nesta sexta-feira, ambulâncias, caminhões de bombeiros e policiais isolando a área ao redor da antiga sede da Charlie Hebdo.

As autoridades locais pediram às pessoas que evitassem a área e disseram que uma operação policial estava em andamento em um distrito no nordeste de Paris. O vice-prefeito, Emmanuel Gregoire, tuitou que a polícia estava em busca de um indivíduo “potencialmente perigoso”.

O metrô de Paris fechou linhas na região, e crianças foram inicialmente mantidas dentro de suas escolas na área ao redor do ataque, disse um funcionário da prefeitura.

A França vivenciou uma onda de ataques de militantes islâmicos nos últimos anos.

Em novembro de 2015, bombas e tiros atingiram a casa de shows Bataclan e outros locais ao redor de Paris, matando 130 pessoas e, em julho de 2016, um militante islâmico avançou com um caminhão sobre a multidão que comemorava o Dia da Bastilha em Nice, matando 86.

Deixe um comentário

Leia também

Voto antecipado de mais de 50 milhões de norte-americanos sugere alto comparecimento

REUTERS – Mais de 50 milhões de norte-americanos já depositaram suas cédulas para a …