Com Agências  – A Polícia Federal negou, nesta terça-feira (29), o pedido do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para deixar a prisão temporariamente e comparecer ao enterro de seu irmão Genival Inácio da Silva, o Vavá. Entre os motivos da negativa, a PF cita risco de fuga, atentado e protestos de grupos contrários e favoráveis ao petista.

Curiosamente, Lula faltou ao enterro de dois irmãos quando não estava preso.

No dia 17 de dezembro de 2004, o comerciante João Inácio da Silva Neto, irmão de Lula por parte de pai, faleceu vítima de câncer em São Paulo (SP). Entretanto, o então presidente Lula preferiu ir à Reunião de Cúpula do Mercosul em Belo Horizonte (MG) e retornar à Brasília (DF) no final do dia para participar de um jantar de confraternização com ministros e assessores na Granja do Torto (Click no link para fonte de referência). O petista foi representado por outro irmão, Frei Chico, no velório de João Inácio.

Pouco mais de um mês depois, no dia 19 de janeiro de 2005, Lula voltou a faltar ao velório de um irmão. Odair Inácio de Góis faleceu em São Bernardo do Campo (SP), vítima de ataque cardíaco, e também era irmão do então presidente por parte de pai. Lula preferiu embarcar para Tabatinga (AM), onde relançou o “Projeto Randon”, e mandou Frei Chico representá-lo no enterro.

Deixe um comentário

Leia também

“Bebianno mostrou suruba gay para eu não ser vice de Bolsonaro”, afirma o príncipe Luiz Philippe de Orleans e Bragança

FOLHAPRESS – Cotado por Jair Bolsonaro para ser candidato a vice-presidente na últim…