Home Biden Acidente com caminhão lotado de imigrantes no México mata 54 e deixa mais de 100 feridos
Biden - Imigração - Massacre - Mundo - 12/10/2021

Acidente com caminhão lotado de imigrantes no México mata 54 e deixa mais de 100 feridos

49 morreram no local e outros cinco chegaram a ser levados a um hospital mas não resistiram. Todos viajavam de forma irregular em um veículo de carga

JSNEWS – Pelo menos 54 imigrantes da América Central morreram quando o caminhão que os transportava capotou em uma estrada em Chiapas, no sudeste do México, nesta quinta-feira 9. O veículo carregava cerca de 200 pessoas que tentavam chegar à fronteira dos Estados Unidos. Os feridos chegam a 105 (83 homens e 22 mulheres) e,

Cruz Vermelha resgata imigrantes feridos após carreta tombar em Chiapas deixando dezenas de mortos — Foto: Reprodução/Twitter/@paconazar/@cruzrojachiapas

segundo a imprensa local, ao menos três pessoas se encontram em estado grave no hospital.

“Testemunhas disseram que o caminhão estava em excesso de velocidade e, quando fez uma curva acentuada, tombou, e o reboque no qual os migrantes estavam se soltou”, disse Luis Manuel García Moreno, secretário de Defesa Civil de Chiapas, ao canal de televisão local Milenio.

O Ministério Público mexicano disse que iniciou uma investigação para encontrar as causas do acidente que terminou com a morte de dezenas de pessoas.

Segundo a Defesa Civil, entre os feridos, há cidadãos de ao menos cinco países da América do Sul e Central – e 20 deles são menores de idade (de 3 a 17 anos).

Entre os migrantes feridos 95 são guatemaltecos, um hondurenho, um mexicano, um equatoriano, três dominicanos e quatro pessoas cuja nacionalidade não foi determinada, disse o comandante da Guarda Nacional, General Luis Rodríguez Bucio.

O presidente mexicano, Andrés Lopez Obrador, lamentou o acidente em uma mensagem em rede social: “Lamento profundamente a tragédia causada pelo capotamento de uma carreta em Chiapas, que transportava migrantes centro-americanos. É muito doloroso. Envio um abraço às famílias das vítimas”, escreveu.
Também o presidente da Guatemala, Alejandro Giammattei, se pronunciou. Segundo informações iniciais, alguns dos falecidos seriam daquele país.

“Lamento profundamente a tragédia no Estado de Chiapas e simpatizo com os familiares das vítimas, a quem oferecemos toda a assistência consular necessária, incluindo repatriações”, escreveu Giammattei.

O transporte de migrantes em caminhões é um dos métodos mais comuns usados por traficantes de pessoas para introduzir essas pessoas em território mexicano, com o objetivo de chegar à fronteira norte do país e tentar atravessar para os Estados Unidos, segundo a agência France Presse.

A tragédia ocorreu três dias depois da reativação por ordem judicial de um programa dos Estados Unidos que obriga os migrantes a esperar no México por uma resposta aos seus pedidos de asilo.

Deixe um comentário

Leia também

Dentista perde prisão domiciliar após publicar foto em Campos do Jordão, defesa alega que foi #tbt

Da Redação – A dentista Kelen Reolon de Souza, de 39 anos, foi reconduzida à prisão …