BRASIL

Voltar

'Boçal' e 'câncer a ser extirpado', diz Ciro Gomes sobre Bolsonaro que tenta polarizar corrida presidencial

- 07 de Junho por FOLHAPRESS

FOLHAPRESS - O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) defendeu, durante a sabatina promovida pelo Correio com os pré-candidatos à Presidência, nesta quarta-feira (6/6), o fim de privilégios, a manutenção de estatais e a revogação da emenda constitucional que estipula o teto dos gastos.

Prometeu sanar as contas públicas em dois anos e disse que, para isso, pretende aplicar uma tributação progressiva sobre herança, renda e remessas ao exterior e diminuir a carga de impostos sobre os trabalhadores e a classe média. Sobre o concorrente Jair Bolsonaro, Ciro foi implacável: "É um boçal desorientado. Quem vai decidir é o povo, mas, nós, os democratas, temos obrigação de extirpar este câncer enquanto ainda pode ser extirpado", disse. 

Ex-governador do Ceará, Ciro reiterou que é contra a atual política econômica e que sua postura não tem poder de mexer com o mercado financeiro. “A primeira pergunta que se faz é se está tudo bem para conservarmos as coisas como estão? O Brasil está muito mal. A situação é terrível. A outra pergunta é o que fazer para mudar isso? O dólar está se apreciando no mundo inteiro. Ontem, foi na proporção de 1,5% no mundo inteiro. Não há candidato nenhum capaz de fazer isso”, comentou.

Sobre a Emenda à Constituição 95, que estipula um teto para os gastos conforme a inflação do ano anterior, Ciro afirmou que revogar o dispositivo é imperativo. “Não há precedente no mundo em se exigir um tabelamento de gastos de 20 anos. Nascem 2,5 milhões de bebês por ano no Brasil. Eu preciso ter maternidades e matrículas progressivas para atender este crescimento”, afirmou. “O país tem 62,5 mil homicídios em 12 meses e capacidade de investigar apenas oito em cada 100. Não vamos repor os cargos da polícia? Supondo que vamos só anualizar a inflação, não temos como expandir os serviços. Não estou nem falando de portos e aeroportos. Portanto, o congelamento é de uma estupidez impraticável”, criticou.
Ex-ministro da Fazenda do governo Itamar Franco, Ciro afirmou que pretende colocar a “sua prática a serviço da nação brasileira”. “Não tive um dia de deficit na minha mão e fui ministro da Fazenda e governador. Por que o mercado vai suspeitar que não sou austero?”, indagou. O pedetista também defendeu a manutenção das grandes empresas estatais. “Tenho segurança que o setor público pode ser administrado com celeridade. Nós não tivemos um escândalo sequer no governo Itamar Franco. No Ceará, a companhia de água e esgoto é estatal e dá lucro”, ressaltou.

Apesar de ser favorável à manutenção de estatais, Ciro afirmou não ter “nada contra privatizações”. “O projeto nacional de desenvolvimento é que definirá o que deve ou não ser privatizado. Agora, acho crime o Brasil privatizar o petróleo, sendo que 80% das empresas mundiais do setor são estatais e 20% administradas por cartéis. Portanto, poderemos influir mundialmente na política mundial de petróleo. Nós vamos entregar para os estrangeiros em nome de quê?”, questionou.

Para comparar, Ciro indagou se a Odebrecht e outras empreiteiras envolvidas em corrupção eram estatais. “Vamos ter de fechar essas companhias? Em Sobral (CE), onde fui criado, se a vaquinha que lhe dá leite, queijo e cria pega carrapato, não se mata a vaca. Na Petrobras, vamos fazer valer um padrão de eficiência”, explicou.

mais populares
edição online
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
- 22 de Junho - ENTRETENIMENTO

Olha o balancê - Canal internacional da Globo está em clima de festa junina

Ana Maria Braga apresenta receitas típicas enquanto algumas das melhores festas de São João dos EUA ganham destaque na Internet


- 21 de Junho - ESPORTES

Goleiro falha, Croácia vence e Argentina se complica

Argentina ficou mais distante das oitavas de final na tarde desta quinta-feira, 21. Mostrando uma equipe com os mesmo problemas da estreia, apesar...


- 21 de Junho - IMIGRAÇÃO

Detida, avó brasileira que emigrou com neto deficiente aos EUA pode ser separada definitivamente do jovem

Se ela for deportada, jovem com autismo e deficiência neurológica ficará sob cuidado do governo dos EUA pelo menos até os 21 anos. Segundo advogado,...


Guia Comercial

Os melhores negócios e empresas você só encontra aqui.

SAIBA MAIS
Anuncie grátis aqui !