EUA

Voltar

Mulher alertou polícia três vezes sobre autor do massacre de Parkland

- 22 de Março por AFP

AFP - Uma amiga da família do jovem da Flórida que matou 17 pessoas em um colégio de Parkland, em fevereiro passado, revelou nesta terça-feira que ficou tão assustada com o comportamento do rapaz que telefonou em três ocasiões para o número de emergência 911 antes do massacre.

Rocxanne Deschamps (Foto), era vizinha e amiga de Lynda, da mãe de Nikolas Cruz, e após a morte da mulher, em novembro, passou a cuidar do jovem de 19 anos e de seu irmão.

Durante os meses em que Nikolas Cruz viveu com ela, Deschamps telefonou em três ocasiões para a polícia com receio da obsessão do jovem por armas e de seu desequilíbrio emocional.

O primeiro telefonema ocorreu após descobrir um recibo no quarto de Cruz pela compra de uma arma e munição. O segundo após o jovem cavar um buraco no jardim supostamente para esconder a arma. E o terceiro quando Cruz socou a parede da casa e agrediu seu filho mais velho.

"Mas a polícia disse que não poderia fazer nada", revelou Deschamps.

"Contei ainda à polícia sobre incidentes anteriores que sabia, quando Nikolas colocou uma arma na cabeça da sua mãe e do seu irmão. Também revelei outros sinais inquietantes. Estava muito preocupada de que utilizasse a nova arma para se ferir e a outros".

Após o terceiro telefonema para o 911, Cruz foi morar na casa de James e Kimberly Snead, pais de um colega de escola.

Deschamps revelou que Cruz pediu ajuda médica e estava "muito deprimido" após a morte da mãe, mas se negava a tomar remédios e ver o terapeuta.

Nikolas Cruz é acusado de 17 homicídios pelo massacre perpetrado no Dia dos Namorados, quando disparou com um fuzil de assalto na escola secundária de Parkland.

mais populares
edição online
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
- 19 de Julho - ESPORTES

Francesas relatam agressões sexuais durante comemorações da Copa

Com a vitória da seleção francesa na Copa do Mundo, no último domingo (15), os torcedores saíram em massa às ruas de toda a França para celebrar a...


- 18 de Julho - ESPORTES

Após invasão na Copa, membros do Pussy Riot pegam 15 dias de prisão

Além dos 15 anos de prisão, os manifestantes também estão proibidos de frequentar eventos esportivos na Rússia por três anos. A Justiça russa decidiu...


- 16 de Julho - IMIGRAÇÃO

Homem que sugeriu que militantes islâmicos deveriam matar o príncipe britânico George é condenado à prisão perpétua

Um britânico que sugeriu que militantes islâmicos deveriam atacar o príncipe George, que tem quatro anos e está destinado a ser rei, foi condenado à...


Guia Comercial

Os melhores negócios e empresas você só encontra aqui.

SAIBA MAIS
Anuncie grátis aqui !