IMIGRAÇÃO

Voltar

Governo de Trump ameaça cidades que protegem imigrantes ilegais

- 25 de Janeiro por AP

AP - O governo do presidente americano Donald Trump fez um alerta nesta quarta-feira às chamadas cidades-santuário, que se recusam a perseguir imigrantes sob risco de deportação após entrar ilegalmente no território americano, como Nova York, Chicago e o estado da Califórnia. O Departamento de Justiça ameaçou emitir intimações e retirar fundos federais das regiões que se recusam a apoiar a campanha contra imigração ilegal que defende o presidente.

O órgão destacou 23 cidades, condados e estados por não cumprirem a ordem para a polícia local compartilhar informação sobre prisões de ilegais com autoridades federais de imigração. Em carta a tais jurisdições, o Departamento de Justiça exigiu a entrega de qualquer documento que possa provar uma política de falta de cooperação deliberada, e alertou que aqueles que não o fizerem serão intimados.

O governo Trump afirma que as cidades-santuário protegem os imigrantes ilegais, incluindo acusados ou condenados por crimes graves, de serem presos ou expulsos por agentes do Serviço de Controle de Imigração e Alfândega (ICE, na sigla em inglês).

"Continuo pedindo a todas as juridições sob revisão a reconsiderar as políticas que põem em risco a segurança de suas comunidades e seus residentes", afirmou o procurador-geral dos EUA, Jeff Sessions, em comunicado. "Proteger os deliquentes estrangeiros das autoridades federais de imigração desafia o senso comum e suprime o Estado de direito. Temos visto vários exemplos da ameaça à segurança pública representada por jurisdições que põem obstáculos ativamente à aplicação de leis migratórias do governo federal. Já é o bastante".

As regiões-santuário dizem que não é seu trabalho fazer cumprir as leis federais de imigração e que o governo persegue milhares de pessoas que vivem no país durante anos com famílias e negócios estabelecidos. No entanto, caso se recusem a seguir as ordens, o Departamento de Justiça pode cortar fundos federais para os programas locais de aplicação da lei.

Entre as 23 regiões que desafiam as ordens de entregar imigrantes ilegais presos localmente ao ICE estão cidades importantes como São Francisco, Denver e Louisville, e estados como Illinois e Oregon.

Trump, que chegou ao poder com um duro discurso anti-imigração, prometeu expulsar milhões de imigrantes sem documentos, a quem responsabiliza pelos altos índices de criminalidade e tráfico de drogas. Ele também se comprometeu a endurecer ou acabar com os programas de imigração ilegal, como o plano migratório Daca, legado do presidente anterior Barack Obama que protege 800 mil jovens que chegaram ilegalmente ao país com pais imigrantes.

 

mais populares
edição online
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
- 23 de Fevereiro - IMIGRAÇÃO

Trump sugere tirar agentes de imigração da Califórnia

A Patrulha Fronteiriça se dedica a evitar as entradas de cidadãos de forma ilegal, fundamentalmente através da fronteira com o México, enquanto o ICE...


- 21 de Fevereiro - ESPORTES

Em 17º lugar, Isadora Williams obtém vaga inédita na final da patinação artística

Isadora Williams está na final da patinação artística dos Jogos Olímpicos de Pyeongchang, na Coreia do Sul. A brasileira foi a segunda atleta a se...


- 19 de Fevereiro - ESPORTES

Gandula denuncia jogador e massagista por agressão durante partida

A vítima foi espancada no estádio Morenão, em Campo Grande, ao comemorar de forma provocativa o gol da equipe adversária. O clássico, válido pela...


Guia Comercial

Os melhores negócios e empresas você só encontra aqui.

SAIBA MAIS
Anuncie grátis aqui !