LOCAL

Voltar

Congresso propõe reforma imigratória COM VERBA PARA MURO DE TRUMP

07:04AM - 12 de Janeiro por Js Edição

Deputados republicanos apresentaram na quarta-feira, 10, ao Congresso dos Estados Unidos uma minirreforma imigratória que assegura recursos para a construção do muro na fronteira com o México, acaba com o sistema de imigração por loteria ou vínculos familiares e garante status legal a milhares de jovens imigrantes, os dreamers. A lei é o primeiro passo de uma negociação bipartidária, entre republicanos e democratas, para tentar garantir uma bandeira fundamental a cada partido na imigração.

Do lado republicano, o muro com o México, que foi uma das principais promessas do presidente Donald Trump durante a campanha. Do lado democrata, a permanência dos dreamers, que estavam sob a proteção do Daca, programa criado sob Barack Obama e revogado por Trump. Caso a lei seja aprovada, esses jovens, que estavam sob ameaça de deportação, terão permissão para morar, estudar e trabalhar nos Estados Unidos por três anos, renováveis indefi nidamente.

Mas não quer dizer que ganharão residência permanente: para isso, terão que recorrer aos caminhos já existentes na lei e aplicáveis a outros imigrantes. Já o muro com o México, a grande promessa dos republicanos, terá um orçamento de US$ 18 bilhões, e será acompanhado de outros incrementos na segurança da fronteira, como a contratação de mais patrulheiros e a instalação de novos equipamentos, ao custo de US$ 30 bilhões. O projeto também propõe acabar com o sistema de loteria de vistos, pelo qual 50 mil pessoas por ano são sorteadas e ganham residência permanente nos Estados Unidos.

O objetivo do programa é aumentar a diversidade do país. O sistema tem sido bastante criticado pelo presidente Trump, que diz que ele abre caminho para “os piores tipos de pessoas”, como terroristas e criminosos. Também seriam encerradas as concessões de vistos de permanência para familiares de imigrantes que já estão legais no país, à exceção de cônjuges e fi lhos menores de idade. Com isso, irmãos e fi - lhos maiores, por exemplo, de um imigrante legal estabelecido nos Estados Unidos não conseguiriam mais residência. Líderes democratas disseram estar abertos a conversas, mas manifestaram especial descontentamento com a inclusão do muro na lei - exigência do presidente. “Qualquer solução precisa incluir o muro.

É uma questão de segurança, que é a prioridade nú- mero um”, completou Trump. “Isso está na lista dele (Trump), mas não há qualquer acordo”, disse o deputado democrata Steny Hoyer. Associações de proteção a imigrantes receberam bem a tentativa de criar uma solução legislativa para os dreamers, mas criticaram em especial o ataque aos vistos a familiares de migrantes. “Os EUA foram fundados por imigrantes que vieram construir uma vida melhor com suas famí- lias. É um valor fundamental da nossa nação, fortalece o país e a economia”, disse Greg Chen, diretor da Associação de Advogados Americanos de Imigração.

O governo Trump tem endurecido as políticas imigratórias em nome da segurança e dos empregos de americanos. O projeto destina US$ 30 bilhões para a construção do muro com o México e, além disso, inclui a eliminação da chamada loteria de vistos, que benefi cia anualmente cidadãos de países com baixa taxa de imigrantes para os Estados Unidos.

A iniciativa também procura acabar com os defensores da restrição da imigração legal aos EUA, batizada como migração em cadeia, ou seja, um sistema que permite a cidadãos americanos e aos que têm green cards facilitar a entrada de familiares no país. Com a proposta, os níveis de imigração para os EUA seriam reduzidos em 25% no total, de acordo com resumo divulgado à imprensa. Em comunicado, a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, expressou o agradecimento de Trump aos legisladores e assegurou que a proposta legislativa “procura cumprir as prioridades do presidente para o povo americano”.

mais populares
edição online
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
08:19AM - 19 de Janeiro - LOCAL

Casos de gripe dobram em relação a 2017

Com as baixas temperaturas do inverno, a gripe ataca como nunca e por mais que os especialistas disponibilizem vacinas, estão sempre um passo atrás.


- 18 de Janeiro - CELEBRIDADES

Compositor Flávio Henrique morre vítima de febre amarela em BH

O compositor Flávio Henrique, 49 anos, morreu em decorrência de complicações por febre amarela às 7h30 desta quinta-feira (18), de acordo com o...


- 16 de Janeiro - ESPORTES

Fluminense perde do Barcelona-EQU e deixa a Florida Cup sem vitória

O Fluminense perdeu para o Barcelona de Guayaquil por 3 a 1, de virada, nesta segunda-feira (15) e deixou a Florida Cup sem vencer. Em Orlando, os...


Guia Comercial

Os melhores negócios e empresas você só encontra aqui.

SAIBA MAIS
Anuncie grátis aqui !