IMIGRAÇÃO

Voltar

Republicanos propõem lei de imigração com apoio de Trump

- 11 de Janeiro por EFE

EFE - Um grupo de legisladores republicanos dos Estados Unidosrevelou na quarta-feira os detalhes de uma lei de imigração que conta com o apoio do presidente Donald Trump, e que propõe dar aos “sonhadores” a possibilidade de residir legalmente no país, embora não abra qualquer caminho para a cidadania.

Os promotores da lei, entre eles Bob Goodlatte e o porto-riquenho Raúl Labrador, apresentaram em uma entrevista coletiva seu projeto de lei, que cumpre com os “quatro pilares” estabelecidos por Trump e um grupo de legisladores na última segunda-feira, durante encontro na Casa Branca.

Em primeiro lugar, a medida aborda o futuro dos 690 mil jovens que chegaram aos EUA quando eram crianças, conhecidos como “sonhadores”, e que se beneficiaram do programa DACA, promulgado em em 2012 pelo então presidente Barack Obama, e suspenso em setembro do ano passado por Trump.

No momento da suspensão, Trump pediu ao Congresso que esclareça a situação dos “sonhadores” antes de março deste ano.

Ao respeito, a iniciativa dos republicanos propõe que os beneficiários do DACA possam acessar uma licença migratória, que lhes permita residir legalmente nos EUA sem serem deportados durante três anos e com a possibilidade de renovar essa autorização indefinidamente, uma proposta parecida com a do DACA.

Dessa forma, o projeto não abre a porta para obter a cidadania americana, um dos pontos-chaves para a oposição democrata.

Em segundo lugar, o projeto propõe destinar US$ 30 bilhões para a construção do muro com o México e, além disso, inclui a eliminação da chamada “loteria de vistos” que beneficia anualmente cidadãos de países com baixa taxa de imigrantes para os Estados Unidos.

A iniciativa também procura acabar com os defensores da restrição da imigração legal aos EUA, batizados como “migração em cadeia”, ou seja, um sistema que permite cidadãos americanos e aos que têm os “green cards” facilitar a entrada de seus familiares no país.

Com a proposta, os níveis de imigração para os EUA seriam reduzidos em 25% no total, de acordo com um resumo da proposta concedida à imprensa.

Em um comunicado, a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, expressou o agradecimento de Trump aos legisladores e assegurou que a proposta legislativa “procura cumprir com as prioridades principais do presidente para o povo americano”.

mais populares
edição online
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
- 19 de Julho - ESPORTES

Francesas relatam agressões sexuais durante comemorações da Copa

Com a vitória da seleção francesa na Copa do Mundo, no último domingo (15), os torcedores saíram em massa às ruas de toda a França para celebrar a...


- 18 de Julho - ESPORTES

Após invasão na Copa, membros do Pussy Riot pegam 15 dias de prisão

Além dos 15 anos de prisão, os manifestantes também estão proibidos de frequentar eventos esportivos na Rússia por três anos. A Justiça russa decidiu...


- 16 de Julho - IMIGRAÇÃO

Homem que sugeriu que militantes islâmicos deveriam matar o príncipe britânico George é condenado à prisão perpétua

Um britânico que sugeriu que militantes islâmicos deveriam atacar o príncipe George, que tem quatro anos e está destinado a ser rei, foi condenado à...


Guia Comercial

Os melhores negócios e empresas você só encontra aqui.

SAIBA MAIS
Anuncie grátis aqui !