INTERNACIONAL

Voltar

Herói do atentado de Manchester reconhece que 'despojou algumas vítimas de seus pertences'

- 04 de Janeiro por AP

AP - Um homem em situação de rua reconheceu nesta quarta-feira (3) na Justiça britânica que roubou uma bolsa e um celular de vítimas do atentado de Manchester quando, aparentemente, as ajudava.

Chris Parker, de 33 anos, se declarou culpado de duas acusações de roubo e uma de fraude diante de um tribunal da cidade no noroeste da Inglaterra. Em 22 de maio de 2017, 22 pessoas morreram em um show da cantora americana Ariana Grande quando um suicida explodiu uma bomba no local da apresentação.

Nas imagens das câmeras de segurança mostradas na audiência, era possível vê-lo circulando entre as vítimas. A promotoria considerou que ele prestou ajuda, mas "limitada", e que aproveitou para roubar.

Em várias ocasiões ele se aproximou de Pauline Healey, ferida na explosão, e em uma delas pegou sua bolsa e carteira. A neta de Pauline, de 14 anos, morreu no ataque e seu corpo estava próximo da avó.

Horas depois, Parker usou um dos cartões da mulher em um McDonald's da cidade. Ele também admitiu ter pego um celular.

A sentença será dada em 30 de janeiro.

Doações

Parker estava na porta da Arena Manchester e explicou depois do atentado que confortou uma menina que havia perdido as pernas e uma mulher que acabou morrendo em seus braços.

Sua história comoveu os britânicos, que doaram mais de 50 mil libras para ajudá-lo, embora a pessoa que organizou a ação tenha explicado ao jornal "The Guardian", antes de saber as acusações, que o dinheiro ainda não havia sido entregue.

Graças à repentina fama de Parker, sua mãe, que não via há muito tempo, descobriu seu paradeiro e assegurou estar "muito orgulhosa" do que ele havia feito.

 

mais populares
edição online
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
- 19 de Julho - ESPORTES

Francesas relatam agressões sexuais durante comemorações da Copa

Com a vitória da seleção francesa na Copa do Mundo, no último domingo (15), os torcedores saíram em massa às ruas de toda a França para celebrar a...


- 18 de Julho - ESPORTES

Após invasão na Copa, membros do Pussy Riot pegam 15 dias de prisão

Além dos 15 anos de prisão, os manifestantes também estão proibidos de frequentar eventos esportivos na Rússia por três anos. A Justiça russa decidiu...


- 16 de Julho - IMIGRAÇÃO

Homem que sugeriu que militantes islâmicos deveriam matar o príncipe britânico George é condenado à prisão perpétua

Um britânico que sugeriu que militantes islâmicos deveriam atacar o príncipe George, que tem quatro anos e está destinado a ser rei, foi condenado à...


Guia Comercial

Os melhores negócios e empresas você só encontra aqui.

SAIBA MAIS
Anuncie grátis aqui !