EUA

Voltar

Autor de ataque em Nova York jurou fidelidade ao EI

- 12 de Dezembro por EBC

O suspeito da explosão na manhã de segunda-feira (11) em Nova York, Akayed Ullah, jurou fidelidade ao Estado Islâmico (EI) enquanto era interrogado pelas autoridades, de acordo com a CNN. Mais cedo, Ullah, 27, havia dito aos investigadores que as ações militares israelenses em Gaza eram o motivo pelo qual ele realizou o ataque e que agiu por vingança.

A explosão ocorreu perto do movimentado terminal de ônibus de Port Authority, em Nova York, na manhã de segunda-feira. Quatro pessoas ficaram feridas, incluindo o suspeito, que foi detido em estado grave.

O ex-motorista de táxi é natural de Bangladesh e, segundo o chefe de polícia do país, não tinha antecedentes criminais. Mas o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, disse que a explosão foi uma tentativa de ataque terrorista. De acordo com as autoridades, o suspeito explodiu um dispositivo de pouco refinamento tecnológico para tentar provocar um atentado de grandes proporções, sem sucesso.

Segundo o “New York Post”, Ullah disse a autoridades que agiu por vingança. “Eles bombardearam meu país e eu queria causar danos”, teria dito.

Agentes do FBI e policiais revistaram três apartamentos no Brooklyn ligados ao suspeito, incluindo o local onde ele pode ter montado seu dispositivo explosivo, disse o “New York Post”. Segundo a CNN, Ullah disse à polícia que fez o dispositivo no local de seu trabalho.

O governador de Nova York, Andrew Cuomo, pediu o reforço da segurança em aeroportos, pontes, túneis e meios de transportes. Para Cuomo, não importam os motivos citados, e sim que sua raiva levou o suspeito a uma situação extrema. “Sempre teremos pessoas com raiva”.

James O’Neill, comissário do Departamento de Polícia de Nova York, disse que o suspeito, morador do Brooklyn, carregava os explosivos amarrados ao corpo. Já o “New York Post” diz que o terrorista detonou a bomba caseira numa passagem de pedestres perto do terminal Port Authority, que atende mais de 230 mil de pessoas por dia.

Originário da cidade de Chittagong, em Bangladesh, Ullah é residente legal dos EUA e tinha licença para trabalhar como taxista entre 2012 e 2015. A polícia de Bangladesh informou que ele visitou o país em setembro. Ullah recebe atendimento médico num hospital para queimaduras nas mãos e no abdômen. As três vítimas tiveram ferimentos leves.

Após o atentado, Sarah Sanders, porta-voz da Casa Branca, defendeu a proposta de reforma migratória de Donald Trump. “Esse ataque mostra a necessidade de o Congresso trabalhar com o presidente nas reformas de imigração que aumentam a segurança nacional e pública”.

Tensão no ar

O ataque de segunda-feira ocorreu menos de seis semanas após um atentado mortal em Manhattan, no dia 31 de outubro.

Durante o Halloween, um ataque com caminhonete deixou oito mortos e 12 feridos no sul de Manhattan. Foi o primeiro ataque mortal em Nova York desde o 11 de setembro de 2001.

Sayfullo Saipov, um uzbeque de 29 anos, invadiu com um veículo alugado uma pista de ciclismo ao longo do rio Hudson, atropelando ciclistas e transeuntes.

O suspeito, que havia prometido lealdade ao EI, foi preso e pode ser condenado à prisão perpétua.

 

mais populares
edição online
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
- 19 de Julho - ESPORTES

Francesas relatam agressões sexuais durante comemorações da Copa

Com a vitória da seleção francesa na Copa do Mundo, no último domingo (15), os torcedores saíram em massa às ruas de toda a França para celebrar a...


- 18 de Julho - ESPORTES

Após invasão na Copa, membros do Pussy Riot pegam 15 dias de prisão

Além dos 15 anos de prisão, os manifestantes também estão proibidos de frequentar eventos esportivos na Rússia por três anos. A Justiça russa decidiu...


- 16 de Julho - IMIGRAÇÃO

Homem que sugeriu que militantes islâmicos deveriam matar o príncipe britânico George é condenado à prisão perpétua

Um britânico que sugeriu que militantes islâmicos deveriam atacar o príncipe George, que tem quatro anos e está destinado a ser rei, foi condenado à...


Guia Comercial

Os melhores negócios e empresas você só encontra aqui.

SAIBA MAIS
Anuncie grátis aqui !