LOCAL

Voltar

Autoridades desbaratam esquema de venda de IDs e carteiras de motoristas na RMV

07:32AM - 04 de Agosto por Js Edição

Em outubro de 2015, a Massachusetts State Police recebeu uma denúncia anônima de que quatro funcionários da Massachusetts Registry of Motor Vehicles (RMV) estavam vendendo IDs e carteiras de motoristas para imigrantes indocumentados, inclusive alguns que já haviam sido deportados anteriormente em troca de dinheiro. Em sigilo foi iniciada uma investigação contra vários funcioná- rios do posto da RMV em Haymarket. Dois homens que trabalhavam como intermediário e revendedor dos documentos também foram investigados.

Os funcionários da RMV Evelyn Medina, 56 anos; Annette Gracia, 37 anos; Kimberly Jordan, 33 anos e David Brimage, 46 anos, foram presos nesta semana. Além disso Bivian Yohanny Brea, 41 anos que seria o vendedor e Rafael R. Bonano, 32 que seria o revendedor foram presos. O Departamento de Justiça em Massachusetts investiga também a venda um certifi cado de nascimento de Porto Rico e um cartão do Social Security para Brea por cerca de US$ 900.

Brea então teria vendido os documentos por mais de US$ 2 mil para um homem em Massachusetts. Brea usava documentos falsificados e identidades falsas para registrar pessoas a quem vendia documentos falsos para votar na cidade de Boston, disseram os funcionários. Brea e uma pessoa que comprou os documentos roubados foram na agência da RMV em Haymarket, onde Medina, Gracia, Jordan e Brimage recebiam dinheiro para emitir documentos autênticos ilegalmente, incluindo IDs e carteiras de motoristas de Massachusetts.

Além disso, o Departamento de Justiça afi rmou que os funcionários da RMV usariam o sistema eletrônico para executar buscas para confi rmar que as identidades falsifi cadas pertenciam a pessoas reais, em troca de dinheiro. As pessoas que compravam documentos intermediados por Brea incluíam imigrantes indocumentados, pessoas que anteriormente haviam sido deportadas e um homem que tem contra si, acusações tráfi co de drogas, disse o Departamento de Justiça. Todos os presos foram acusados de roubo de identidade agravado e serão levados a uma audiência na Corte Federal em Boston.

A emissão de IDs falsos têm sido um problema para o Estado de Massachusetts, em um passado recente. Em 2013, um funcionário foi acusado de conspiração por defraudar os Estados Unidos em conexão com a produção de documentos de identi- fi cações falsas, como a certidão de nascimento para porto-riquenhos. Alexander Brewer supostamente fez pelo menos 200 identidades falsas para pessoas que seriam porto-riquenhos, em troca de dinheiro. Em 2012, a brasileira Adriana Ferreira, foi acusada de vender carteira de motorista para brasileiros de dentro do Registry of Motor Vehicles de Watertown, onde trabalhava. Ferreira era conhecida da comunidade brasileira como alguém que “dava um jeitinho” nas coisas.

Por um preço, ela dizia aos imigrantes indocumentados que poderia conseguir carteira de motorista ou até mesmo liberar pessoas presas pela Imigração. Em 2013, Adriana foi condenada a três anos de prisão em regime fechado e mais cinco anos de liberdade condicional com restrições. Seus crimes foram suborno, estelionato e corrupção. Medina, Gracia, Jordan e Brimage foram colocados em licença administrativa sem pagamento e estão pendentes de ações administrativas adicionais.

A RMV tomou medidas para suspender as licenças fraudulentas que faziam parte do esquema fraudulento. A acusação de venda de identidade prevê uma pena mínima de dois anos de prisão. As sentenças são impostas por um juiz federal com base nas Diretrizes de Sentença dos EUA e outros fatores estatutários. A investigação sobre o esquema de corrupção e venda de documentos de identidade está em andamento.

mais populares
edição online
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
07:41AM - 21 de Abril - LOCAL

O custo astronômico das deportações de Trump

O presidente Donald Trump quer fazer pensar que leva a sério a sua promessa de campanha de deportar tantas quantos imigrantes for possível.


07:26AM - 21 de Abril - LOCAL

Brasileira que teve extradição aprovada para os EUA diz que é vítima de abuso de poder

Claudia Cristina Sobral é acusada de ter assassinado o marido


- 18 de Abril - ESPORTES

Presidente do Real Madrid garante que Neymar deixará Barcelona por relação com Messi

Ao jornal espanhol Diario Gol, o presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, afirmou que Neymar tem um "plano de fuga” e pode deixar o Barcelona. O...


Guia Comercial

Os melhores negócios e empresas você só encontra aqui.

SAIBA MAIS
Anuncie grátis aqui !